Após encarar Randamie, Amanda Nunes quer defender título das penas

Campeã em duas categorias, brasileira quer atuar na divisão de cima após compromisso no UFC 245

Relacionadas

A brasileira Amanda Nunes já pode ser considerada uma das melhores atletas na história do MMA. Com feitos expressivos e atuações inquestionáveis, a brasileira tem provado que merece lugar de destaque entre as referências do esporte. Neste sábado (14), a atleta realizará sua quinta defesa de título na divisão das galos (61,2kg.), mas a lutadora deixou claro que, após enfrentar Germanie de Randamie, pretende atuar pelas penas (até 65,7kg.) e tentar manter o cinturão. A declaração foi feita em entrevista ao Combate.

"Acho que logo depois dessa luta (vou lutar pelas penas). Estou ansiosa. Não sei ainda. Vamos ver, acho que o UFC vai dar um jeitinho para ver quem vai ser (a adversária), mas está certo que vou defender o meu cinturão de cima na próxima luta. Não vou abandonar nenhum cinturão de forma alguma", disse a lutadora.

Nunes conquistou o posto de número um das penas depois de chocar o mundo e derrotar a incontestável Cris Cyborg, considerada uma das mulheres mais perigosas das artes marciais mistas. Em confronto válido pelo UFC 232, a "Leoa" não tomou conhecimento da compatriota e saiu vitoriosa após um nocaute brutal ocorrido logo no primeiro round.

Após o triunfo na divisão de cima, o Ultimate tem encontrado dificuldades em achar uma adversária que possa fazer frente à baiana em uma luta que não seja apenas mais um compromisso para a pojucana. A ideia inicial era realizar uma revanche contra Cyborg, mas, em função de divergências entre a atleta e a diretoria do UFC, Cyborg acabou não tendo seu contrato renovado e se transferiu para o Bellator, impedindo uma reedição do confronto.

Neste final de semana, Amanda realizará sua 23ª luta na carreira. A brasileira, hoje, soma 22 lutas, com 18 vitórias e quatro derrotas.

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Amanda Nunes
Comentários