Argentino campeão mundial de boxe é esfaqueado durante festa de Ano Novo

Suposto autor do ataque a Jorge Rodrigo Barrios foi preso nas imediações da cidade de Capilla del Monte

Relacionadas

O argentino Jorge Rodrigo Barrios, campeão mundial de boxe em 2005, foi esfaqueado na madrugada desta quarta-feira, durante uma festa para celebrar a chegada do Ano Novo, na cidade de Capilla del Monte, na província de Córdoba.

O suposto autor do ataque, que está sendo investigado por assalto, foi preso nas imediações do local do crime, segundo informou a promotora designada para o caso, Paula Kelm, em entrevista à emissora argentina "TN".

Edith Barrios, irmã do pugilista argentino, explicou ao canal local "CBA24" que Jorge Rodrigo estava sentado, brincando de karaokê com familiares, quando o acusado se aproximou, indicando que seria um conhecido do irmão.

"Esse rapaz o abraçou, e ele pensou que era algo carinhoso, mas de repente sentiu o golpe. E quando sentiu, se levantou, e a família começou a gritar, porque saiu sangue. Ali se deu conta que tinha uma grande qualidade de cortes", relatou Edith.

Segundo a irmã do boxeador, após atingir Jorge Rodrigo, o homem ainda levou a carteira dele, que tinha cerca de 20 mil pesos (R$ 1,3 mil).

Gerardo Guerra, diretor do hospital que o lutador está internado, afirmou à "TN" que há feridas no tórax e no braço direito, e apontou que o estado do paciente é estável, com previsão de alta entre hoje e amanhã.

Barrios, de 43 anos, foi campeão mundial dos superpenas em 2005, pela Organização Mundial de Boxe. Dois anos antes, o argentino foi derrotado por Acelino Freitas, o Popó, em combate realizado em Miami, nos Estados Unidos.

Em 2010, o pugilista se envolveu em acidente de trânsito, em que chocou a caminhonete que dirigia com outro automóvel e atropelou quatro pessoas, entre elas uma mulher grávida, que morreu. Além disso, ele fugiu do local sem prestar atendimento.

O boxeador foi acusado de homicídio culposo e preso em 2014 por dois anos e três meses, até ter sido colocado em liberdade condicional.

MAIS SOBRE:

boxe
Comentários