Astro detona o UFC e diz que aceita luta contra ex-dopado por 'família estar faminta'

Mark Hunt considera 'trapaceiros' os atletas que já testaram positivo por uso de substâncias ilegais

Relacionadas

O neozelandês Mark Hunt não esconde de ninguém que é totalmente contra o uso de doping no esporte. Recentemente, ele se revoltou com a notícia de que Brock Lesnar, que o venceu no UFC 200, no mês de julho, foi flagrado no exame e disse que não ia mais lutar com "trapaceiros", passando a recusar confrontos com aqueles que já testaram positivo por uso de substâncias ilegais. Porém, no dia 5 de março, Hunt está confirmado na luta principal do UFC 209 contra Alistair Overeem, que já foi flagrado no doping durante a carreira. O motivo? Ele precisa sustentar sua família.

"É só se colocar na minha condição, não tive outra opção. Não posso trabalhar em nenhum outro lugar, estou sob contrato. O que eu deveria fazer? Deixar minha família faminta? Vou processar quem eu enfrentar e cair no antidoping. Se não for apoiado pela empresa, eu mesmo vou fazer isso. Esses caras (dopados) não merecem um centavo sequer. Este esporte já é suficientemente duro. Ao colocar esteroides, ele fica ainda pior", disse ele ao site Stuff.

Vale lembrar que os lutadores com contrato do UFC recebem um salário, mas faturam mesmo quando são escalados para lutas, recebendo um bolsa-atleta com uma grande quantia, o que os fazem ter tempo para treinar e se recuperar para outros confrontos.

MAIS SOBRE:

LutasUFCHuntLutaMMA
Comentários