Borrachinha volta a provocar Adesanya: 'Vou ter a 1ª morte no meu cartel'

Brasileiro desafio nigeriano, seu desafeto confesso, chama rival de magrelo e mostra confiança em vitória em uma eventual luta

 P. Borrachinha (foto) volta a provocar I. Adesanya. Foto: Reprodução/Instagram @borrachinhamma

Relacionadas

Se existe um homem que está promovendo um combate entre os médios (até 83,9kg.), este alguém é Paulo Borrachinha. Desde antes de se garantir como o próximo desafiante ao cinturão da categoria, após bater Yoel Romero no UFC 241, o mineiro vem lançando provocações ao campeão interino, Israel Adesanya, a fim de tentar o ibope para um eventual confronto entre eles. Desta vez, o brasileiro afirmou que o combate contra Israel colocaria a primeira morte em seu cartel. A declaração foi feita na madrugada desta sexta-feira (4) em sua conta no Twitter.

"Não se esqueça, magrelo: eu estou torcendo por sua vitória (Adesanya enfrenta Robert Whittaker neste final de semana, pelo UFC 243) e para você ser meu próximo adversário. Eu vou ter minha primeira morte em meu cartel", escreveu Paulo.

As palavras de Borrachinha, nesta ocasião, foram publicadas em resposta a uma entrevista concedida pelo nigeriano ao MMA Junke. Nela, o campeão interino afirma que se mantém focado no seu próximo objetivo, que é vencer Robert Whittaker neste sábado e garantir a unificação do título dos médios.

Após relatar sua prioridade, Israel foi questionado sobre seu próximo passo. Sem titubear, o nigeriano afirmou que todos sabem quem é o próximo oponente, mas não deixou de provocar.

"Vocês sabem quem é o próximo. Vocês sabem. Ele me chama de palhaço magrelo, mas olhe ele. Ele não é nada mais do que uma grande bexiga em forma de animal", disse Adesanya.

Com tantas provocações, Paulo, após derrotar Romero, foi confirmado como convidado de honra no card australiano deste final de semana. A solicitação veio do próprio presidente do Ultmate, Dana White, que garantiu a presença do mineiro no estádio onde será realizado o espetáculo.

Caso Israel e Borrachinha cheguem a ser enfrentar pelo título da divisão, o combate valerá muito mais do que apenas o direito de ser chamado de número um. Será colocado em jogo a invencibilidade dos dois atletas.

Paulo, de 28 anos, soma um cartel impecável desde que estreou no MMA, em 2012. Com 13 combates no currículo, o brasileiro não sabe o que é perder.

Adesanya, por sua vez, aos 30 anos e com debute nas artes marciais mistas profissionais também em 2012, já atuou em 17 oportunidades e também nunca sentiu o sabor de um revés.

 

Remember skinny , I m rooting for you win and be my next opponent. I ll have my first kill on my records. https://t.co/RnIgTryZA9  

— Paulo Costa ( Borrachinha ) (@BorrachinhaMMA) October 4, 2019

 

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Paulo BorrachinhaIsrael Adesanya
Comentários