Boxeador russo morre quatro dias após sofrer nocaute técnico

Maxim Dadashev tinha 28 anos e era considerado promissor; ele deixa esposa e filhos

Relacionadas

O lutador de boxe russo Maxim Dadashev, que tinha 28 anos morreu nesta terça-feira, 23/07, nos Estados Unidos. Dadashev havia sido derrotado pelo portorriquenho Subriel Matias na última sexta-feira, 19/07 por nocaute técnico.

O russo sofreu um colapso ainda no ringue, mas depois pareceu bem para quem havia acabado de ser derrotado, mas a condição foi piorando. Foi levado a um hospital e precisou passar por cirurgia devido a uma lesão no cérebro - parte do osso do crânio de Dadashev foi retirado, o que não adiantou.

Maxim esteve pior na luta desde o começo, obrigando seu treinador a jogar a toalha no 11º round. Ele precisou de ajuda para sair do ringue e foi levado ao hospital Prince George, em Maryland, onde foi para a UTI e colocado em coma induzido antes de falecer.

Maxim Dadasehv deixa esposa e filhos, que viajaram de São Petersburgo aos Estados Unidos para vê-lo antes de morrer. Ele era considerado um lutador muito promissor na Rússia e, até a derrota da última sexta, tinha um cartel invicto no boxe, com 13 vitórias, sendo 11 por nocaute e havia assinado com a Top Rank, uma das maiores empresas de promoção de lutas do mundo.

MAIS SOBRE:

boxe
Comentários