Amanda Nunes quer continuar fazendo história em luta deste sábado

Primeira mulher a conquistar dois títulos em divisões diferentes no UFC, atleta mantém motivação

Relacionadas

Sem sombra de dúvidas, Amanda Nunes é uma das maiores representantes brasileira no MMA atual. Com cinturões em duas divisões diferentes, a atleta defenderá pela quinta vez o cinturão das galos (até 61,2kg.), desta vez, contra Germaine de Randamie, em uma das principais atrações do UFC 245, neste sábado (14). Confiante em mais um triunfo, a baiana afirma que pretende continuar chocando o mundo para permanecer no topo do esporte. Em entrevista à ESPN a combatente falou sobre a expectativa para o futuro na carreira.

"Quero continuar conquistando feitos que ninguém nunca viu. Eu quero ser a primeira pessoa a defender os dois cinturões", afirmou a "Leoa". Em dezembro do ano passado, a pojucana entrou para o seleto grupo de combatentes que ostentaram dois cinturões em divisões diferentes simultaneamente. Na ocasião, a baiana se tornou campeã das palhas (até 65,7kg.) depois de impressionar os fãs de MMA ao bater Cris Cyborg no UFC 232.

Após a conquista, o UFC encontrou dificuldades em conseguir uma nova adversária que pudesse fazer frente ao reinado da baiana. A ideia, segundo a atleta e a companhia, era realizar a revanche contra Cyborg, mas problemas entre a organização e a curitibana impediram a confirmação da reedição e fizeram, inclusive, com que o contrato de Cyborg não fosse renovado após ter chegado ao fim.

"A revanche seria mais vista. Seria boa para nós duas, não só para mim", finalizou Amanda Nunes. Sem adversárias na divisão de cima, restou a Amanda realizar mais uma apresentação pelas galos. A "Leoa" irá defender seu título que possui desde que bateu Miesha Tate, em julho de 2016.

Neste final de semana, a brasileira tentará se aproximar do feito de Ronda Rousey, primeira mulher campeã do UFC, que detém o recorde de sete defesas de cinturão. Em caso de vitória sobre Germaine, a pojucana ficará a dois triunfos, nas galos, de alcançar a norte-americana.

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Amanda Nunes
Comentários