Dana White admite que futuro de Anderson Silva no UFC é incerto

Dirigente praticamente descarta realizar uma luta entre brasileiro e Anthony Pettis

Relacionadas

O presidente do UFC, Dana White, admitiu nesta segunda-feira não ter planos para o brasileiro Anderson Silva. Recentemente, o ex-campeão foi desafiado por Anthony Pettis, ex-detentor do cinturão dos pesos leves, mas White não se empolgou com a ideia de realizar um confrnoto. 

"Eu não estou louco por isso. Você tem um cara que lutou de peso-pena e um cara que está nas conversas de que é o maior de todos os tempos no peso médio e que anda sempre com uns 95kg. Não é uma grande luta que realmente signifique alguma coisa. Eu gosto de fazer lutas que significam algo, então não estou tão empolgado com isso", explicou Dana White, em entrevista à ESPN norte-americana.

Antes de ter sido desafiado por Pettis, Anderson intimou o aposentado Conor McGregor, mas a organização do UFC descartou a proposta. Dana White afirmou que a volta do brasileiro aos octógonos não depende apenas de um fator. 

"Eu não sei. Honestamente, não sei o que fazer com as duas lutas dele. Quando Anderson realmente estiver pronto para lutar, nós vamos sentar e ver o que fazer, e então vamos descobrir o que faz sentido para ele. Há muita coisa envolvida no processo de tomada de decisão com um Anderson Silva. A idade dele, o quanto ele recebe, tudo isso é importante", 

Anderson Silva não compete há mais de um ano. Sua última luta aconteceu em maio de 2019. Na ocasião “Spider” foi derrotado para o norte-americano Jared Cannonier, no UFC 237, no Rio de Janeiro.

MAIS SOBRE:

Comentários