Jon Jones consola Cormier após morte de padrasto: ‘Continue dando orgulho’

Campeão dos meio-pesados deixa de lado diferenças e envia mensagem de apoio a eterno algoz em momento de luto

 D. Cormier (esq.) pega J. Jones (dir.) no UFC 214. Foto: Reprodução Youtube UFCO atual campeão dos meio-pesados (até 93kg.), Jon Jones, parece ter encontrado um ponto de equilíbrio em sua conhecida rivalidade contra o, agora, ex-campeão dos pesados (até 120,2kg.), Daniel Cormier. Após tomar conhecimento do falecimento do padrasto do desafeto nesta semana, Jones fez questão de ir às redes sociais e enviar uma mensagem de apoio. A publicação foi feita na conta oficial de Jones no Twitter.

Relacionadas

“Estamos todos do seu lado. Eu sinto muito pela sua perda, DC. Tenha a certeza de que ele está no céu e tem a oportunidade de te assistir na primeira fila pelo resto de sua vida. Continue vivendo uma vida que o deixe orgulhoso. Os pensamentos são para você e sua família hoje”, escreveu Jon.

Cormier havia noticiado o falecimento de seu padrasto no último sábado (24). Segundo o próprio lutador, a morte se deu em decorrência do câncer. Na notícia, Daniel realizou uma publicação lamentando o fato e apontando as qualidades do senhor em vida. Após a informação, diversos artistas marciais foram até o Twitter de Cormier para prestar suas condolências, como BJ Penn, Ilir Latifi, Cris Cyborg, além, claro, de Jon Jones.

A rivalidade entre os dois atletas teve início durante a promoção de uma luta ocorrida em 2015. Na época, Cormier atuava em meio aos meio-pesados, pois não concebia a ideia de se apresentar na divisão de cima por conta de um de seus grandes amigos e companheiro de academia (Cain Velasquez) ser um grande nome da categoria.

Durante a divulgação daquela que seria a luta principal do UFC 182, Jones e Cormier chegaram às vias de fato, após, em uma encarada, Daniel empurrar o rival, que respondeu a agressão partindo para cima, derrubando o cenário do local e provocando uma confusão generalizada.

No combate, Jones saiu vencedor na decisão unânime dos juízes. Os dois chegaram a se encontrar novamente pouco mais de dois anos depois, no UFC 214, em 2017. Novamente, durante o embate, Jones foi superior e conseguiu aplicar, desta vez, um nocaute em Cormier.

No entanto, após o duelo, Jon foi flagrado em um exame antidoping e acabou tendo sua vitória anulada e o resultado da peleja foi um ‘no contest’. Jones foi suspenso do esporte e Cormier acabou ‘herdando’ o cinturão, até que resolveu se arriscar entre os pesados e se tornou duas vezes campeão do UFC, ao bater o, então campeão, Stipe Miocic, em julho do ano passado.

Rumores sobre um terceiro confronto entre os atletas foram especulados pela imprensa. Ambos se mostraram favoráveis para um novo encontro, contanto que as cifras fossem adequadas. No entanto, após a derrota de Cormier para Miocic no UFC 241, as expectativas acabaram esfriando.

Atualmente, Cormier, de 40 anos, não decidiu o rumo que tomará na carreira. Ele pode se aposentar do MMA ou solicitar uma revanche a Miocic. Jones, após cumprir suspensão, recuperou seu título e segue em sua hegemonia na sua divisão.

 

All beef aside, I’m really sorry about your loss DC. Know that he’s in heaven with the opportunity to watch you front row and center for the rest of your life. Continue living a life that makes him proud. Thoughts go out to you and your family today https://t.co/8IyQGzXt4a  

— Jon Bones Jones (@JonnyBones) August 26, 2019

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Daniel CormierJon Jones
Comentários