Jon Jones é acusado de não pagar cerca de R$ 54 mil após luta contra Marreta

Frank Lester, treinador do astro, acusa campeão de não lhe pagar os valores acertados após o UFC 239

 F. Lester (esq.) acusa J. Jones de calote após UFC 239. Foto: Reprodução/Instagram thefranklester

Relacionadas

Enquanto Jon Jones segue se consolidando como um dos maiores atletas de MMA da história, as polêmicas em torno do atleta não param de desabar sobre sua cabeça. Após ser recentemente acusado de assédio, o atleta, agora, encontrou um problema dentro de seu esporte. Ele foi acusado de não acertar os valores combinados ao seu treinador Frank Lester após o duelo contra Thiago Marreta, ocorrido em julho deste ano. A informação foi divulgada por Lester em sua conta oficial no Intagram, onde cobra o valor de US$ 13 mil (cerca de R$ 54 mil).

"Depois de três casas diferentes e recebendo calote da melhor equipe do mundo (Jackson Wink MMA) e do melhor lutador do planeta (Jon Jones) em mais de R$ 54 mil em sua última luta pelo título, eu, minha esposa e nossos filhos Jordan, Braden, e um bebê (a caminho Arya), finalmente temos uma casa grande o suficiente para todos nós. Eu não me arrependo, eu fiz meu trabalho e todos que seguiram minha jornada sabem que eu fiz meu trabalho. Jon Jones e Mike Winkel fizeram comigo a coisa mais suja que eu já vi neste jogo", escreveu Frank.

O treinador afirma que foi basicamente expulso da equipe sem motivo aparente. Ele diz, também, que o valor que deveria ser entregue após Jones ter batido Marreta não foi entregue, acusando, então, o lutador e seus agentes de roubarem de um pai de família que terá um bebê em breve. "Você roubou da minha família. Você fez com que eu fosse demitido do meu emprego por nenhuma razão", contou Lester.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

After 3 different houses, being screwed over by the best team in the world —->> (@jacksonwink_mma) & No.1 lb for lb fighter on the planet @jonnybones on over $13k on his last title fight, myself, my wife & our children Jordan, Braden, & baby on the way Arya, finally have a home big enough for all of us. I have no regrets, I did my job and everybody who has followed my journey knows I did my job, Jon Jones & Mike Winkeljohn just did me dirtier that I have ever even seen in this fight game. But good always prevails over evil and we have a home big enough for all of us. I will be opening TANK Mixed Martial Arts In the next 6 months and we are going to takeover the beautiful city of Albuquerque New Mexico! Karma is real. And Jon, it’s on site with me & you & you know that. You stole from my family. You got me fired from my job for no reason and for that I am grateful bc I will never work for a crook like Mike Winkelloser again. I’m 10X ‘s the coach you’ve ever been. You just bought out Greg’s name and unfortunately JACKSONS was out in the control of a dirtbag. But fuck you all very much! The only@thing that comes to Ming when I hear your names are, cowardice & deceit. It’s on site JBJ. So keep that security close F><k boy we both know you ain’t no real one. Real@ones don’t steal from pregnant woman & their families. #WARcertified #TANKLIFE #OnSite #RUNit #JBJ

Uma publicação compartilhada por Frank Lester (@thefranklester) em

O técnico ainda aproveitou para ameaçar o campeão dos meio pesados (até 93kg.). Na mesma nota, o lutador recomenda a Jones que permaneça rodeado de seguranças, caso um dia se encontre com o, agora, ex-treinador na rua.

"Então mantenha esses seguranças por perto, garoto. Ambos sabemos que você não é real. Homens de verdade não roubam de mulheres grávidas e suas famílias", finalizou Lester, após dizer que abrirá a própria academia em breve, em Albuquerque, no Novo México (EUA).

Lester, de 35 anos, chegou a disputar uma luta pelo Ultimate, em 2009, mas acabou derrotado por Nick Osipczak em uma finalização no primeiro round. Em seu cartel profissional, o técnico já soma 17 lutas com 11 vitórias e seis derrotas. Sua última apresentação aconteceu em 2015. Jones ainda não se manifesto sobre o assunto.

 

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Jon JonesFrank Lester
Comentários