José Aldo defende Conor McGregor após irlandês invadir cage do Bellator

'Não o condeno', disse brasileiro sobre rival que chegou a empurrar árbitro

 J. Aldo (foto) defendeu rival (Foto: Reprodução Facebook Jose Aldo Junior)  

Relacionadas

O irlandês Conor McGregor precisou pedir desculpas após invadir o cage do Bellator há alguns dias para comemorar a vitória de um companheiro de equipe e empurrar o árbitro Marc Goddard. Porém, o campeão do UFC achou apoio em um de seus rivais: o brasileiro José Aldo disse que não condena as ações do seu algoz, admitindo que já invadiu o cage para comemorar vitórias de seus amigos.

Em entrevista à mídia na Nova União, em declarações reproduzidas pelo site MMA Fighting, Aldo declarou que entende McGregor, um "cara emocional", e disse que o irlandês não queria chamar atenção, já que havia feito a mesma coisa em outras oportunidades.

+ Sem vencer desde 2013, Rashad Evans anuncia retorno aos meio-pesados

+ 'Nigéria abaixo de zero': atletas conquistam vaga na Olimpíada de Inverno

+ Siga o Fera no Twitter!

"Eu não vi o vídeo, mas ouvi dizer o que aconteceu. Eu acho que é normal, ele é um cara emocional. E quando um irlandês está lutando, todos os irlandeses o abraçam. Eu não o condeno. Ele não quis fazer isso por atenção, ele já fez isso antes. Quando eu visitei o The Ultimate Fighter na temporada em que ele era o treinador, um atleta do time dele venceu a luta e ele invadiu o octógono, e até rasgou suas calças. Ele é muito emocional e eu não o condeno por isso", declarou Aldo, que admitiu já ter feito o mesmo.

"Quantas vezes eu já invadi o cage do Shooto quando algum amigo meu estava lutando? Eu sempre vou. O árbitro fala comigo, mas eu vou mesmo assim. Eu acho que é o calor do momento, mas há coisas maiores que esse tipo de regra", ponderou o ex-campeão.

MAIS SOBRE:

lutasConor McgregorJosé Aldo
Comentários