Marlon critica Aldo após desafio a Cejudo: 'Não tem o meu respeito'

Lutador critica atitude de compatriota por acreditar que ex-campeão dos penas desrespeita o ranking ao pedir luta pelo cinturão 

Relacionadas

Quando se ofereceu para encarar José Aldo no UFC 245, na estreia do manauara na categoria dos galos, Marlon Moraes não poupava elogios ao compatriota. Após a realização do combate, no entanto, tudo parece ter mudado. Depois de vencer o "Campeão do Povo" na decisão dividida e, mesmo assim, ver o compatriota a sua frente para disputar o título da categoria contra Henry Cejudo, o lutador mudou o tom e passou a criticar o rival publicamente. Em entrevista ao MMA Fighting, Marlon criticou a atitude de Aldo ao tentar realizar o confronto contra o campeão.

"No momento, eu não tenho mais respeito pelo cara (Aldo). Zero respeito. Nem por ele e nem pela a sua equipe (Nova União), pela maneira com que eles estão agindo. Após a luta, Aldo pegou o microfone e me parabenizou. Mas, depois que ele foi para casa, ele viu o que Cejudo falou e tudo mudou", disse Marlon.

Depois do embate no UFC 245, o campeão da divisão manifestou que acreditava que o manauara havia vencido o duelo, ao contrário do que opinaram a maioria dos juízes responsáveis por avaliar o confronto. Isso fez com que o ex-campeão dos penas (até 65,7kg.) desse início à tentativa de confirmar o confronto com o norte-americano.

Mesmo derrotado por Marlon, Aldo acabou conquistando a oitava colocação no ranking dos galos. O friburguense, no entanto, se confirmou como o desafiante número um, o que reforça a revolta de Moraes sobre a atitude de Cejudo e o ‘Campeão do Povo’.

A história se torna ainda mais difícil após o presidente do Ultimate, Dana White, também colaborar com a ideia de que José foi superior a Moraes no confronto de 14 de dezembro. Ao que tudo indica, a diretoria pode promover e confirmar o confronto entre Aldo e Henry nos próximos meses.

 

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários