McGregor deseja sorte a José Aldo em desafio na categoria dos galos

Irlandês mostra respeito a brasileiro, de quem tomou o título dos penas na fatídica luta em 2015

 C. McGregor (foto) deseja sorte a J. Aldo em estreia pelos galos. Foto: Reprodução/Instagram @thenotoriousmma

Relacionadas

Os elogios, às vezes, vêm de onde nunca se espera. Após algumas críticas direcionadas à decisão de José Aldo em se aventurar na divisão dos galos (até 61,2kg.), Conor McGregor, eterno rival do manauara, veio em defesa do brasileiro e afirmou acreditar no êxito do "Campeão do Povo" na nova categoria. Em resposta a um comentário do repórter da ESPN, Ariel Helwani, que questionou o físico e a decisão de José, o irlandês, em sua conta no twitter, elogiou o antigo oponente.

"Eu discordo. Ele parece muito bem, na minha experiente opinião. Ele está bem fisicamente antes luta e, naturalmente, é um homem mais leve agora. Isso só pode ser feito por um longo período de tempo e com total dedicação. Respeito! Desejo-lhe felicidades e estou animado para vê-lo nesta divisão", escreveu McGregor.

McGregor foi o responsável por encerrar o reinado de Aldo em dezembro de 2015. Na época, o irlandês elevou a promoção daquela que representou a luta principal do UFC 194 e, após meses de provocações, chocou o mundo ao derrotar o manauara com apenas 13 segundos de confronto.

Depois do grande feito, McGregor se confirmou como grande estrela da companhia, chegando, inclusive, a subir de divisão e conquistar o título dos leves (até 70,3kg.). Enquanto o irlandês gozava de seu estrelato, o brasileiro acabou entrando em decadência em sua carreira, tendo recuperado o cinturão dos penas (até 65,7kg.), após o lutadoroptar por atuar na categoria de cima, mas perdendo para Max Holloway logo em sua primeira defesa.

Aldo tentou recuperar o posto de número um em revanche contra o havaiano, mas acabou sucumbindo, pela segunda vez, ao boxe de excelência do rival em um nocaute no terceiro round, em 2017. Os dois seguiram caminhos diferentes. Enquanto McGregor realizava superlutas por cifras milionárias, Aldo tentava se reencontrar na divisão.

Há alguns meses, o brasileiro surpreendeu ao anunciar sua migração para a categoria dos galos. Ao almejar o título que hoje pertence a Henry Cejudo, o manauara recobrou a motivação e traçou o objetivo para voltar a ostentar um título do UFC.

Atualmente, McGregor não possui mais nenhum cinturão do Ultimate. O atleta não atua desde outubro de 2018, quando foi batido por Khabib Nurmagomedov na tentativa de recuperar seu título. Após um ano cheio de especulações, o irlandês confirmou seu retorno ao octógono para janeiro de 2020, quando enfrentará Donald Cerrone na luta principal do UFC 246.

Aldo realiza sua estreia na nova categoria em 14 de dezembro, em uma das lutas do UFC 245. O atleta trava um combate tupiniquim contra o ex-desafiante da categoria, Marlon Moraes, que busca vencer para voltar a desafiar Cejudo.

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]José AldoConor McgregorUFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários