McGregor é processado e deve pagar quase R$ 300 mil por 'guerra de garrafas'

Segurança afirma ter sido acertado por campeão peso leve após confusão em coletiva de revanche com Nate Diaz

Relacionadas

Um segurança que trabalhava na coletiva de imprensa antes do UFC 202 está processando Conor McGregor, com alegações de ter sido atingido pelo campeão peso leve com uma garrafa durante a confusão que ficou conhecida como “guerra de garrafas”, entre o irlandês e seu então adversário e rival Nate Diaz.

Na ocasião, McGregor se atrasou para a conferência e, assim que chegou, Diaz se retirou da mesa de entrevistados, e os dois começaram a trocar xingamentos. A discussão se transformou em briga quando os dois começaram a jogar garrafas e latas um no outro.

Agora, segundo revelou o site norte-americano “The Blast”, William Pegg processou o campeão do Ultimate, pedindo US$ 95 mil por despesas médicas e danos morais para tratar uma lesão no ombro, que teria sido causada por Conor McGregor. Ele alega que, como McGregor ganhou US$ 15 milhões pela vitória sobre Diaz, e o acertou 166 vezes durante os cinco rounds, então Pegg dividiu os US$ 15 milhões por 166, chegando ao valor de US$ 90 mil, que teve US$ 5 mil adicionados por despesas do hospital.

Lembrando que tanto o irlandês quanto Nate Diaz foram obrigados a pagar pesadas multas à Comissão Atlética de Nevada pelo ocorrido. Inicialmente, a multa de McGregor seria de US$ 150 mil, mas foi reduzida para US$ 25 mil.

MAIS SOBRE:

LutasLutaConor Mcgregor
Comentários