Medalhista olímpico, boxeador cubano é suspenso por tingir cabelos

Lázaro Álvarez diz que tingiu seu cabelo por questões religiosas, mas entidade não aceitou as desculpas dadas por ele

Relacionadas

Tricampeão mundial e medalha de bronze na Olimpíada do Rio 2016, o cubano Lázaro Álvarez foi suspenso por seis meses pela Federação Cubana de Boxe (FCB). Suspensão não é algo raro, mas o que intriga é o motivo. De acordo com o próprio pugilista, ele foi suspenso apenas por pintar o cabelo. A ação seria proibida pelas regras de conduta do esporte em Cuba e da federação. Para se defender, Lázaro disse que pintou o cabelo por motivos religiosos, mas mesmo assim não foi liberado da punição. 

Retirado da seleção nacional, Lázaro segue treinando normalmente com sua equipe, Domadores de Cuba, que compete pela liga da Associação Internacional de Boxe (Aiba). A Federação Cubana de Boxe afirmou que a suspensão se deu por motivos disciplinares, já que a ação seria proibida pelas regras de conduta do esporte.

 

MAIS SOBRE:

BoxeBoxeCubaOlimpíada
Comentários