Medeiros faz piada com árbitro brasileiro após derrota para Cerrone

Yancy Medeiros reclamou da interrupção de sua luta contra Cerrone no UFC Austin e lembrou no incidente envolvendo Mario Yamazaki

 Medeiros (foto) não perdeu o bom humor mesmo com derrota. Foto: Instagram / yancymedeiros

Relacionadas

Yancy Medeiros perdeu a boa sequência de triunfos no octógono ao ser nocauteado por Donald Cerrone na luta principal do UFC Austin, evento realizado no último domingo, no Texas (EUA). Mas, mesmo com o revés, o havaiano não perdeu o bom humor e sobrou até para o árbitro brasileiro Mario Yamazaki.

+ Lutador do UFC aparece com cigarro de maconha ao lado de crianças

+ Boxeador ucraniano atravessa ringue de maneira inusitada; veja vídeo

+ Anderson Silva finge ser manequim e dá susto em shopping; veja vídeo

Medeiros, que foi nocauteado faltando dois segundos para o fim do primeiro round, levantou a possibilidade de ter continuado na disputa, caso o mediador do combate fosse Mário Yamasaki. O árbitro recebeu várias críticas por ter alongado a disputa entre Priscila Pedrita e Valentina Shevchenko no UFC Belém, no início do mês, quando a brasileira sofreu um duro castigo sem condições de se defender.

“Cerrone me pegou com uma boa mão direita faltando dois segundos. Ele me machucou e o árbitro parou a luta. Eu senti que poderia continuar, mas o árbitro não viu dessa forma. Temos uma piada interna com meu time: ‘Droga, onde estava Mario (Yamasaki) quando você precisa dele?”, brincou Medeiros, em entrevista ao site norte-americano ‘MMA Junkie’.

Apesar de alegar que tinha condições de continuar na luta, Yancy Medeiros não culpa o árbitro Herb Dean pelo revés. Segundo ele, é obrigação do mediador garantir a segurança dos atletas.

"Obviamente, eu sei que o árbitro está lá para garantir nossa segurança. Obviamente, Herb Dean não viu que eu estava seguro o suficiente para continuar, então é sua chamada. Tenho que aprender. Tenho que fazer ajustes, mas voltarei', completou.

MAIS SOBRE:

lutasTexas [Estados Unidos]Estados Unidos [América do Norte]
Comentários