Michael Bisping é acusado de estrangular funcionário de academia

Lutador de MMA, uma das atrações do UFC 217, teria se irritado com funcionário de academia que pegou peso sem autorização

Relacionadas

Uma das atrações do UFC 217, no próximo dia 4, o atual campeão dos pesos-médios do Ultimate Michael Bisping é acusado de ter agredido o funcionário de uma academia, de 19 anos. A notícia foi publicada pelo portal TMZ.

Bisping, que fará a luta principal contra o canadense Georges St-Pierre, teve um processo aberto contra ele na Corte Superior da Califórnia, em Orange County.

Segundo a documentação, o funcionário da academia Antonio Georgakopolous, de 19 anos, foi pegar alguns pesos para colocá-los no lugar, quando uma pessoa - Bisping - teria gritado com ele, xingando-o de "idiota" e "babaca", acrescentando: "você sabe quem eu sou!". Os fatos teriam sido presenciados por uma testemunha.

Ainda de acordo com o processo, Bisping, muito irritado, teria estrangulado o jovem por três segundos, impedindo-o de respirar, após o que a polícia foi chamada.

O lutador ou sua assessoria não comentaram o assunto.

MAIS SOBRE:

lutasUFC [Ultimate Fighting Championship]Georges St-Pierre
Comentários