Nate Diaz diz que UFC quer que ele ‘implore’ por McGregor

Norte-americano também ironizou desafios que vem recebendo e garantiu que só voltará por luta certa

 N. Diaz reclamou do UFC (Foto: Reprodução Facebook Nate Diaz)

Relacionadas

Sem lutar desde agosto de 2016, Nate Diaz não parece com pressa para retornar ao octógono. Após as duas lutas com Conor McGregor, o norte-americano juntou milhões de dólares e garantiu que não vai ser coagido a voltar a lutar. Para o "Bad Boy de Stockton", o UFC quer que ele implore pela trilogia com o irlandês e ele garantiu que não vai fazer isso.

+ Dana White confirma negociação para trazer Mayweather ao UFC

+ Vídeo inédito mostra reação das famílias de Mayweather e McGregor em luta; veja

+ Técnico de Holly Holm sobre luta contra Cyborg: ‘Ela chocará o mundo de novo’

Em entrevista ao podcast "Outside the Box", Diaz revelou que tem conversado com o Ultimate sobre voltar a lutar, mas garantiu que não vai fazer "o que os outros mandam".

"Há algumas conversas. O UFC me liga, nós conversamos, e o que eu acho é que eles querem que eu peça essa luta, que eu implore. Mas eu não preciso de nada de ninguém. Vou lutar quando eu quiser. Sou um lutador de verdade, e não vou fazer o que os outros mandam. Vou fazer o que eu quiser, e só lutarei quando falarem respeitosamente comigo", declarou.

Nate ainda ironizou alguns dos lutadores que vem desafiando-o, caso do atual campeão meio-médio Tyron Woodley, que queria enfrentá-lo no UFC 219 do próximo dia 30 de dezembro.

"Não preciso lutar com ninguém. Enfrento qualquer um, mas não porque preciso disso. Alguns caras dizem que eu não sou um lutador, e isso soa como se eles estivessem sendo manipulados para tentar me manipular e me fazerem lutar. Mas prestem atenção: vocês trabalham para alguém. Eu, não. Eu sou meu próprio chefe. Quem é o lutador agora, filhos da p***?", provocou.

MAIS SOBRE:

lutasUFC [Ultimate Fighting Championship]Conor McgregorTyron Woodley
Comentários