Popó defende filho gay: 'Se maltratarem ele, desconto na porrada'

No Dia dos Pais, o ex-pugilista revelou como descobriu sobre orientação sexual de seu filho

Relacionadas

Um dos maiores boxeadores do Brasil, Acelino Popó Freitas disse em entrevista ao UOL Esporte que defenderá com os próprios punhos seu filho, de 17 anos, que revelou recentemente ser homossexual.

"A sociedade discrimina muito. Tenho certeza que ele vai receber muita rejeição em alguns lugares, mas meu carinho por ele aumentou mais ainda. A gente vê o pessoal na rua batendo, maltratando as pessoas porque elas tem suas opções. Espero que isso nunca aconteça com ele. E se acontecer, eu vou com a mesma ira para cima, pra descontar na porrada", disse o tetracampeão mundial

Popó falou pela primeira vez sobre o assunto durante um programa da Rede TV, exibido no último domingo, Dia dos Pais, em que contou que foi surpreendido com a revelação do garoto, mas que isso não mudou sua relação com ele. 

"Eu nunca desconfiei de nada. Meus irmãos, primos diziam: Meu tio, você não está desconfiando de nada não? Eu dizia que não porque sempre criei meus filhos como homem e pra mim eram assim pro resto da vida. Chamei ele pra conversar. Ele disse: Meu pai, eu sinto atração por meninas, mas sinto também por meninos, ainda não me identifiquei", contou o ex-pugilista, que já conheceu o namorado do filho. 

MAIS SOBRE:

BoxePopó
Comentários