Ronda após derrota para Amanda Nunes: ‘Achava que Deus me odiava’

Norte-americana foi brutalmente nocauteada pela brasileira no UFC 207

 R. Rousey lembra de revés para Amanda (Foto: Reprodução Facebook Ronda Rousey)

Relacionadas

De contrato assinado com a WWE, Ronda Rousey vive uma nova fase na carreira. Fama, dinheiro e a perspectiva de se tornar uma estrela da modalidade fazem ela se afastar do UFC. Mas os últimos momentos da ex-campeã no octógono ainda não saíram da cabeça da ex-campeã dos galos. A norte-americana, que foi brutalmente nocauteada pela brasileira Amanda Nunes no UFC 207, em dezembro de 2016, disse que chegou a pensar que 'Deus a odiava'.

Warlley Alves enfrenta Sultan Aliev no UFC 224, no Rio de Janeiro

Tanquinho é pego em antidoping e está fora do UFC Atlantic City

Antes de luta por cinturão, Amanda Nunes e Raquel Pennington jantam juntas

Em entrevista ao canal oficial da WWE no YouTube, Rousey detalhou os momentos difíceis que passou após o revés diante da Amanda e a ajuda de seu marido e também lutador do UFC Travis Browne.

"Recordo de minha última luta (contra Amanda Nunes), indo embora achando que Deus me odiava. Não tinha mais nada dentro de mim. Mas meu marido é uma pessoa incrível e tem me ajudado bastante nos momentos difíceis", disse Rousey.

"Ele ficava ao meu lado e me dizia: 'Você é mais do que uma lutadora'. Não é algo ruim e nem uma coisa da qual você tem que se sentir envergonhada. É algo que eu deveria valorizar e mostrar ao mundo e é por isso que estou aqui", completou.

MAIS SOBRE:

LutasAmanda NunesRonda RouseyUFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários