Ronda grava para a WWE e aumenta rumores sobre migração para luta livre

Americana não luta pelo Ultimate desde a derrota para brasileira Amanda Nunes

Relacionadas

O futuro de Ronda Rousey pode ser, de fato, no mundo das lutas, mas as "de mentira". Gravações da estrela norte-americana para a WWE, maior empresa de telecatch dos EUA, aumentaram ainda mais os rumores de uma possível migração da loira para o famoso ‘show teatral’ de lutas combinadas.

Nas imagens, Ronda aparece ao lado das também lutadores Jessamyn Duke, Marina Shafir e Shayna Baszler, que, ao lado de Rousey, completa o quarteto apelidado de "Four Horsewomen". Na cena, o quarteto aparece trocando provocações com outras meninas, que também se auto-intitulavam de ‘Four Horsewomen’.

Ronda Rousey foi uma das pioneiras do MMA feminino, tendo sido fundamental na entrada das mulheres no UFC. Antes dela, Dana White, presidente da organização, havia comentado que o Ultimate nunca permitiria lutas entre mulheres no octógono. Com a chegada da medalhista de bronze olímpica ao esporte, o dirigente mudou de ideia e resolveu incluir a divisão dos galos.

Ronda ganhou suas 12 primeiras lutas, finalizando ou nocauteando todas as adversárias. No fim de 2015, perdeu seu cinturão do UFC para Holly Holm e, um ano depois, foi nocauteada em apenas 48 segundos por Amanda Nunes. Desde então, a loira não se pronunciou mais sobre sua carreira no mundo das lutas.

MAIS SOBRE:

lutasRonda RouseyUFC [Ultimate Fighting Championship]Dana White
Comentários