Treinador de 'Bate-Estaca' quer atleta de volta ao octógono em dezembro

Gilliard Paraná quer apagar derrota de pupila para Weili Zhang

Relacionadas

A paranaense Jéssica 'Bate-Estaca' viveu um momento difícil no último sábado (31), quando foi derrotada por Weili Zhang e perdeu seu cinturão das palhas (até 51,2kg.) do Ultimate, no UFC Shenzhen. O lema para a brasileira, no entanto, é "levantar a cabeça e seguir em frente". Pelo menos é o que pensa o treinador da lutadora, Gilliard Paraná, que já quer sua pupila realizando uma nova luta em dezembro. A declaração foi feita em entrevista recente ao MMA Fighting. O técnico sugeriu um combate contra Nina Ansaroff.

"Nina (Ansaroff) seria uma boa opção, se ela quiser lutar em dezembro. Eu não sei se Nina Ansaroff vai continuar lutando, mas eu acho que ela é a única no top 10 que não tem combate agendado. Então, esta é a ideia", disse Paraná.

Sobre não saber se a norte-americana continuará lutando, Gilliard se refere ao fato de a atleta já ter manifestado o desejo de se tornar mãe. O plano da atleta era permanecer vencendo até chegar à disputa do cinturão. No entanto, em seu último compromisso, a noiva de Amanda Nunes acabou derrotada por Tatiana Suarez, afastando qualquer possibilidade de se tornar uma desafiante em potencial no momento.

Mesmo com a derrota, a equipe de Andrade mostrou bastante espírito esportivo ao tratar do revés da lutadora. Em todas as declarações, tanto a comissão técnica, quanto a própria combatente mostraram que estavam com os pés no chão e confiantes em uma volta por cima no futuro.

"Jéssica vai voltar. Isso é um esporte. Nós temos que compreender isso. Jéssica ainda é uma das melhores da divisão, se não for a melhor, quando ela está focada. Ter o cinturão é complicado. Você perde o foco. Você tem aquela pressão e tem que se provar o tempo todo", finalizou Paraná.

A derrota para a chinesa colocou fim em uma sequência de quatro vitórias consecutivas no cartel da paranaense. A última vez em que a lutadora de 28 anos sentiu o gosto da derrota havia sido em 2017, quando foi derrotada na disputa de cinturão pela polonesa Joanna Jedrzejczyk.

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]Jéssica AndradeUFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários