Treinador de Conor McGregor afirma: ‘Ele está faminto de novo’

John Kavanagh reconhece preocupação após mau momento na carreira do pupilo, mas garante que atleta está de volta à boa forma

Relacionadas

Um dos treinadores de Conor McGregor, John Kavanagh afirmou que o ex-campeão dos penas (até 65,7kg.) e leves (até 70,3kg.) está realmente de volta. Em entrevista recente ao ‘Ariel Helwani’s MMA Show’, da ESPN, John admitiu que atleta se perdeu em meio à vida de celebridade e encontrou dificuldades em se motivar para continuar no MMA e se manter focado. Nos últimos três anos, Conor atuou pelo UFC em apenas quatro oportunidades.

“Ele (McGregor) provavelmente disse na entrevista do Tony Robbins (palestrante norte-americano), onde falou sobre perder isso (a vontade de lutar) por um pouco. E este é um jogo em que ele é completo, é sempre de contato. É perigoso”, disse John. “Quando ele ganhou o segundo cinto ao vencer o Eddie (Alvarez), ele tinha conseguido tudo o que queria alcançar. Ele era muito rico, era campeão do mundo. Então você tem que parar um tempo e pensar: ‘bem, o que vai te motivar a fazer isso?', questionou o treinador.

Recentemente, houve uma polêmica envolvendo Kavanagh e McGregor. Na ocasião, Conor havia manifestado o desejo de voltar a adentrar ao octógono, mas o treinador afirmou que não treinaria o atleta a menos que houvesse uma boa justificativa. John, então tratou de explicar a situação e endossar o que quis dizer.

"Acho que o que eu estava mesmo a tentar dizer era que queria mesmo vê-lo motivado. Ele mesmo disse que isso (a motivação) se tornou um problema”, declarou Kavanagh. “Acho que ele vai voltar pelo amor pelo esporte. Ele ama fazer isso. Ama treinar e competir. Ainda tem o legado de ser lembrado como um dos melhores. Era isso que eu queria ver, porque, além de ser meu aluno, ele é como um irmão mais jovem. Você não iria querer vê-lo fazendo algo que iria machucá-lo apenas por fazer”, finalizou John.

Desde que se tornou mundialmente conhecido como atleta de MMA e traçou novas formas de promoções de luta, Conor ganhou prestígio com o UFC e possui algumas regalias dentro da companhia. Com isso, o lutador, no momento, aguarda por um nome de peso para oficializar seu retorno ao octógono após quase um ano afastado.

Atualmente, Conor está com 30 anos e soma em seu cartel 25 lutas, 21 vitórias e quatro derrotas. Seu último combate aconteceu em outubro do ano passado, quando o irlandês foi dominado por Khabib Nurmagomedov e derrotado por finalização em duelo válido pelo cinturão dos leves.

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Conor McgregorKhabib Nurmagomedov
Comentários