Treino aberto do UFC 230 é marcado pela falta de público no Madison Square Garden

Contrariando as edições realizadas em 2016 e 2017, o público deste ano esteve em menor número no ginásio em Nova York

 D. Cormier foi o último a se apresentar. Foto: Reprodução/Instagram @ufcOs protagonistas dos principais duelos do UFC 230 participaram do treino aberto realizado na quarta-feira (31) no ginásio Madison Square Garden em Nova York (EUA). Contrariando as edições anteriores o público que não compareceu em grande número para prestigiar os atletas.

Relacionadas

O primeiro entrar no ginásio foi o desafiante ao título dos pesados Derick Lewis. Ele afirmou que não iria treinar e apenas respondeu às perguntas dos fãs. ‘Black Beast’ falou de seu problema com a perda de peso e sobre sua tradicional comemoração.

"Essa é uma história louca: é mais uma coisa que eu faço na cama com a minha mulher", disse o lutador sem rodeios. Na sequência o brasileiro Ronaldo Jacaré fez uma apresentação de menos de 10 minutos onde revezou as posições do jiu-jítsu com ataques na manopla. Ao final, o brasileiro afirmou: "É um prazer pra mim. Estou feliz de estar aqui, vou seguir minha estratégia e vencer".

Chris Weidman também fez uma apresentação rápida onde demonstrou sua técnica com golpes em pé. O dono da casa ao final do treino também tentou alguns arremessos na cesta de basquete.

"É incrível estar aqui. Sou nascido e criado em Nova York. Sábado vou entrar nesta arena por meus fãs de Nova York e dar um show. Estou muito preparado. Obrigado a todos", agradeceu Chris aos fãs presentes.

O último a entrar no ginásio foi o campeão dos pesados Daniel Cormier. Ele demonstrou seus golpes na manopla e algumas posições e quedas no jiu-jitsu. 'DC' foi o mais aplaudido pelo público.

"Sou do que o lutador de MMA é feito. O Lewis tem quantas chances de me bater no sábado? Se você luta com Daniel Cormier, você não tem chance", disparou Cormier.

 

MAIS SOBRE:

LutasUFC [Ultimate Fighting Championship]MMA [artes marciais mistas]
Comentários