UFC demite quatro lutadores brasileiros e lenda japonesa Takanori Gomi

Hacran Dias, Adriano Martins, Carlos Boi, Henrique Frankenstein estão fora da organização

 H. Dias é um dos demitidos (Foto: Reprodução Instagram HacranDias)

Relacionadas

O Ultimate anunciou nesta quarta-feira, 15, que quatro atletas brasileiros não fazem mais parte do seu elenco. Os pesos leves Hacran Dias e Adriano Martins, o peso pesado Carlos Boi e o peso meio-pesado Henrique Frankenstein foram demitidos do UFC, assim como o ex-campeão do Pride, o japonês Takanori Gomi. A informação é do site do canal Combate.

Hacran Dias, que fez sua primeira luta pelo peso leve no UFC São Paulo, após passar a maior parte de sua carreira entre os penas, acabou deixando a organização após ter uma atuação abaixo da crítica diante de Jared Gordon. Adriano Martins chegou a ter boas atuações, mas vinha de duas derrotas e também foi liberado. Henrique Frankenstein começou sua carreira no Ultimate com duas vitórias, mas acabou perdendo quatro seguidas, incluindo um nocaute para o ex-campeão mundial de kickboxing Gokhan Saki.

+ FERA ENTREVISTA: Eder Reis, a voz 'Gigante' nas transmissões esportivas

+Conor McGregor invade cage do Bellator e causa confusão com árbitro

+ Siga o Fera no Twitter

O peso pesado Carlos Boi foi o único demitido sem sequer lutar pelo Ultimate. O brasileiro foi escalado para estrear contra Christian Colombo no UFC São Paulo do fim de outubro, mas foi pego em exame antidoping pela USADA, suspenso por dois anos e retirado do card - ele foi substituído por Marcelo Golm. Por fim, Takanori Gomi, que fez história no Pride e chegou a ser tido como melhor peso leve do mundo na década passada, encerra sua história no UFC de forma melancólica, com cinco derrotas seguidas no seu cartel.

MAIS SOBRE:

lutasUFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários