Ciclista ganha R$ 2,5 milhões de indenização por antidoping errado

Espanhol, que ficou suspenso por dois anos, teve teste positivo de 2005 anulado por irregularidade na coleta de provas

Relacionadas

O ciclista espanhol Roberto Heras, de 43 anos, ganhou na justiça de seu país uma indenização de 725 mil euros (equivalente a R$ 2,5 milhões) a ser paga pela Federação Real de Ciclismo da Espanha por um teste antidoping de 2005, cujo resultado, positivo, estava errado. Ele também terá o título de campeão do Tour da Espanha de 2005 restituído.

Depois do teste positivo, que acabou derrubado, Heras foi suspenso por dois anos das competições na Espanha. Além disso, perdeu contratos profissionais, teve anulados sete títulos no Tour de France e recebeu uma proibição vitalícia da Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada).

Após constatadas irregularidades na coleta das amostras, os resultados foram anulados em 2011 e Heras processou o Estado espanhol pedindo indenização.

Ele se aposentou das competições oficiais em 2012.

MAIS SOBRE:

ciclismo Roberto Heras Ciclismo
Comentários