Trajetória de Adriano de Souza até o título mundial de surfe vira livro

Nascido em comunidade pobre, surfista precisou vencer barreiras até alcançar a glória

Relacionadas

Adriano de Souza, o Mineirinho, é mesmo um vencedor. Nascido e criado em uma comunidade pobre no Guarujá, litoral paulista, o atleta venceu diversas limitações e enfrentou inúmeros preconceitos antes de se tornar campeão mundial de surfe em 2015. E é toda essa trajetória do atleta que é tratada no livro "Como se tornar um campeão", de Márcia Vieira, que chega às livrarias ainda no mês de abril.

Adriano começou a pegar onda aos oito anos de idade. Frequentava as praias do Guarujá na companhia do irmão mais velho, de quem herdou o apelido de "Mineiro", que não media esforços para afastá-lo dos perigos e das tentações da comunidade. A possibilidade de o menino se tornar ladrão ou traficante atormentava a família, mas a estratégia deu certo e Adriano nunca mais abandonou o mar.

Depois que começou a mostrar talento nas ondas até se tornar campeão mundial, porém, foi uma longa trajetória. "A conquista do Pipe Masters e do troféu de campeão do Mundo no Havaí lhe deram uma enorme paz. Sabe que sua conquista foi gigantesca", declarou Márcia em uma passagem do livro.

A publicação, produzida pela Editora Intrínseca, possui 176 páginas e custa R$ 39,90. Na versão digital, como e-book, sai por R$ 19,90.

MAIS SOBRE:

SurfeAdriano de SouzaSandro DiasGuarujáirmãoMineiroHavaíSurfe
Comentários