'Falta de vontade' faz tenista entregar jogos: 'Prefiro fazer outras coisas'

Australiano Nick Kyrgios é considerado o 'bad boy' do circuito por causa de suas polêmicas

Relacionadas

O australiano Nick Kyrgios realmente deve ser uma pessoa difícil de se relacionar. Ao mesmo tempo em que é considerado um dos melhores tenistas da nova geração, ele não esconde de ninguém que não é assim tão fã do esporte que pratica e ganha a vida. E isso ficou ainda mais claro agora, com uma entrevista dele para o Daily Mail, que ele confirma até mesmo que "entregou" jogos por falta de vontade.

"Joguei 18 torneios e perdi provavelmente oito deles por falta de vontade, mas ainda estou no top 20. Em alguns dias é divertido jogar, mas preferia estar fazendo outra coisa às vezes. Quando estou viajando, há momentos em que acho difícil achar a motivação. Não gosto de viagens longas. Eu odeio viajar, tenho temor", disse ele, que é o atual número 20 do mundo e, em sua carreira, possui vitórias contra atletas como Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic, o que pode parecer representativo para muitos, mas não para ele: "Nunca pensei que seria um jogador profissional de tênis, nunca passou minha cabeça".

Porém, quem conhece Kyrgios sabe que essa não é a primeira polêmica em sua carreira. Por causa do excesso de palavrões e ataques furiosos em quadra, ele já foi multado algumas vezes e teve que pagar uma pequena fortuna para a ATP. Para se ter ideia da "loucura" do australiano, no início do ano ele tentou utilizar sua fama para vender seu primeiro carro. Porém, ao invés de usar os meios convencionais, ele fez um anúncio em seu Facebook, provocando risos de seus fãs.

MAIS SOBRE:

TênisFacebookDaily MailRoger FedererRafael NadalNovak DjokovicAssociação de Tenistas ProfissionaisNick KyrgiosTênis
Comentários