Internautas comentam confusão na derrota de Serena para Osaka na final

Tenista é a primeira japonesa, entre mulheres e homens, a vencer um Grand Slam

Relacionadas

Naomi Osaka deu um show na final do US Open. Mesmo diante de Serena Williams, 23 vezes campeã de Grand Slams, a japonesa de apenas 20 anos se manteve concentrada durante todo o confronto e chegou à vitória por 2 sets a 0.

No entanto, além da performance impressionante da atleta que é fã declarada da tenista norte-americana, outro fato chamou atenção na partida disputada deste sábado: a perda do controle emocional de Serena Williams.

Depois de receber instruções de seu técnico, Patrick Mouratoglou, ela recebeu uma advertência. A americana negou e se irritou, chegando a quebrar a raquete ao perder um de seus serviços. Depois do jogo, o treinador admitiu que errou. 

Serena chegou a protagonizar um bate-boca com o árbitro Carlos Ramos ela perdeu um game inteiro, o que levou o supervisor do torneio precisar entrar em quadra. Aos prantos, Serena se dizia injustiçada pelo ocorrido e não conseguiu reagir. 

"Jamais trapaceei na minha vida! Você me deve desculpas!", exclamou a tenista, indignada. Nas redes sociais, os internautas repercutiram o desentendimento com a arbitragem na final do US Open. 

"Eu sei que todos estavam torcendo pela Serena, eu sei. Me desculpem. Obrigado por terem assistido o jogo (...) Sempre foi meu sonho jogar com a Serena numa final do US Open. Estou muito honrada por ter conseguido isso", disse a japonesa, contrangida, após vencer o torneio.

 

MAIS SOBRE:

TênisSerena WilliamsAberto dos Estados Unidos [tênis]tênisGrand SlamOsaka [Japão]Japão [Ásia]
Comentários