Tenista Feijão sugere que irmã contaminou pessoas com coronavírus; veja vídeo

Em gravação publicada em seu Instagram, paulista de 31 anos brinca com o fato de a irmã estar rouca

Relacionadas

O novo coronavírus não é brincadeira e tem afeto e causado mortes de diversas pessoas por todo o mundo. Desde que chegou ao Brasil, a covid-19 tem dividido opiniões de pessoas que entendem a gravidade da situação e daquelas que não. O tenista João Olavo Souza, o Feijão, foi uma personalidade do esporte a se envolver em uma polêmica em meio à pandemia global. Em um vídeo - já apagado - publicado em seu Instagram oficial, ele aparece filmando a irmã. Na gravação, o tenista sugere que ela infectou pessoas na cidade de Mogi das Cruzes, no estado de São Paulo. Após a repercussão negativa, o atleta se retratou pouco tempo depois.

No vídeo, o tenista e sua irmã aparecem rindo da situação e dizem juntos: "Você levou o coronavírus para Mogi". Em seguida, Feijão continua rindo e sua irmã continua o depoimento de forma debochada, ainda fumando um cigarro. "Agora estou ótima. Não estou de quarentena. Vocês que lutem", completou. Ainda rindo, Feijão continuou: "Mogi decretou estado de calamidade, por causa de quem? Dessa pobre louca aqui."

"Mogi que lute!", gritou Maria Clara, finalizando a gravação. O vídeo não demorou para viralizar na redes sociais e tão logo Feijão deletou o mesmo e se retratou em outra publicação. "Galera, brincadeira de mau gosto para uns, falta de assunto para outros, motivos para julgarem e carinho das pessoas que se preocupam. Não estamos e muito menos passando corona para ninguém, ali era um papo entre irmãos que gravei e postei. Quem achou que foi mau gosto, nos desculpem. Aos poucos que realmente se preocupam, sim, estamos bem, saudáveis e em casa."

Brincadeira ou não, o fato é que o episódio é mais um polêmico na vida de Feijão. No início deste ano, ele foi penalizado e banido do tênis ao ser acusado de manipulação de resultados. Um boletim de ocorrência anônimo ainda foi aberto contra Feijão e Maria Clara no 1º Distrito Policial da cidade.

Até o fechamento deste texto, a cidade de Mogi das Cruzes, cidade natal do tenista, tinha quatro casos confirmados e estado de calamidade decretado.

MAIS SOBRE:

têniscoronavírusJoão SouzaATP [Associação de Tenistas Profissionais]
Comentários