Após cirurgia, mecânico atropelado por Raikkonen passa bem

Cigarini postou uma foto nas redes sociais fazendo sinal de positivo

Relacionadas

Um susto marcou o GP do Barein neste último domingo. O mecânico da Ferrari Francesco Cigarini foi atropelado por Kimi Raikkonen na saída de seu segundo pit stop. O finlandês arrancou e a roda esquerda do carro passou por cima da perna do mecânico, que teve fraturas na fíbula e tíbia.

Desabafo: Sergey Sirotkin diz que se sentiu um idiota durante GP do Bahrein

Casagrande passa mal e abandona transmissão da final do Paulistão

É campeão: confira as melhores imagens da festa do Corinthians

Após passar por cirurgia, Cigarini postou uma foto nas redes sociais fazendo sinal de positivo e afirmando que está tudo bem. "Cirurgia ok. Tenho de agradecer todo mundo que se preocupou comigo. Nada mais, apenas um muito obrigado. Abraços", escreveu Cigarini, que foi operado no hospital BDF da capital barenita Manama.

Assista o momento do atropelamento abaixo:

Após o incidente, a Ferrari foi multada em 50 mil euros (R$ 200 mil) pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) por "colocar um membro da equipe em perigo, causando lesão". "Os comissários reviram o vídeo do pit stop de Raikkonen, além de conversar com representantes da equipe. Foi determinado que o carro foi liberado de forma perigosa, infringindo o artigo 28.13. O time liberou o carro de maneira perigosa, colocando um membro da equipe em perigo e causando lesão", dizia parte do comunicado.

MAIS SOBRE:

Fórmula 1Bahrein [Ásia]FIA [Federação Internacional de Automobilismo]Kimi RaikkonenFórmula 1Ferrariatropelamento
Comentários