Chefe da Renault terá que fazer tatuagem após Ricciardo subir ao pódio

Cyril Abiteboul fez aposta com o piloto australiano antes do início da temporada 2020 da Fórmula 1

Relacionadas

Antes da temporada 2020 da Fórmula 1 começar, o piloto da Renault Daniel Ricciardo e o chefe da equipe, Cyril Abiteboul, tinham feito uma aposta: se Ricciardo conseguisse subir ao pódio ao menos uma vez, ambos fariam uma tatuagem. E hoje, no GP de Eifel, na Alemanha, o australiano ficou em terceiro lugar.

Depois da cerimônia do pódio, Ricciardo confirmou que vai exigir que a aposta seja cumprida. "É real. Isso (a tatuagem) vai acontecer. Provavelmente algo a ver comigo, mas com um sabor alemão", disse o piloto.

Até agora, Ricciardo não havia conquistado pódios pela Renault - em 2020, ficou três vezes em quarto lugar. Por isso, a aposta foi tão celebrada. Ele já havia explicado como seriam tomadas as decisões sobre o desenho a ser feito anteriormente.

"Essa é a aposta. Ele escolhe lugar e tamanho, e eu, o desenho. Mas vamos resolver isso. É uma tatuagem e ele não tem nenhuma, então é algo grande para Cyril. Acho que será algo espontâneo, do momento. Tem que ser engraçado para que quando ele olhe, balance a cabeça e diga 'ah, os bons tempos'", havia dito Ricciardo, que já está confirmado para ir para a McLaren em 2021.

MAIS SOBRE:

Fórmula 1RenaultDaniel Ricciardo
Comentários