Descubra as mudanças do novo modelo de capacete da Fórmula 1

Estrutura e viseiras mais estreitas são o destaque

Relacionadas

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) divulgou nesta quarta-feira (6), o novo modelo de capacete da Fórmula 1 a partir de 2019. Entre as principais mudanças está a estrutura e as viseiras mais estreitas.

+ Confira algumas trapalhadas dos carros que eram para ser de segurança

+ Impressionante! Piloto da Moto GP sofre acidente a 350 km/h; assista

+ Piloto cai de moto, é atropelado por outro competidor e morre; assista

Batizado de FIA 8860-2018, o modelo será utilizado a partir de 2019. Durante a cerimônia desta quarta-feira, a entidade confirmou que o capacete é o resultado de mais de uma década de pesquisas.

A estrutura do capacete está mais resistente, o material apresenta resistência a altas temperaturas. Em seus testes, chegou a suportar exposições de calor até 790 graus Celsius. "Os atuais capacetes já são os mais seguros do mundo, mas o novo modelo atingirá outro nível de segurança", afirmou Laurent Mekies, diretor de segurança da FIA. 

Entre as mudanças de maior destaque no capacete está a redução do tamanho da viseira. O objetivo da alteração é aumentar a proteção balística do equipamento. Com este novo capacete, por exemplo, seria provável que Felipe Massa tivesse sofrido menos com o impacto que levou de uma mola do carro de Rubens Barrichello no treino do GP da Hungria de 2009. A peça atingiu parte da viseira e acertou sua cabeça. Com a viseira menor, as chances de esse acidente se repetir serão menores.

 

 

MAIS SOBRE:

VelocidadeFórmula 1
Comentários