Hamilton questiona falta de diversidade na Fórmula 1: 'Não vejo nenhuma mudança'

Atual campeão da categoria afirma que sua equipe, a Mercedes, está melhorando na questão

Relacionadas

Hexacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton já tem seu nome marcado na história do automobilismo. Entretanto, o piloto britânico quer ser importante de outra forma: ajudando a categoria a ser mais diversa, ajudando mais negros a poderem disputar as corridas.

"Para ser sincero, esse é meu décimo quarto ano e não vejo quase nenhuma mudança nessa indústria. Quando falo de indústria, não é apenas dos pilotos, mas também de engenheiros, catering, meios de comunicação... não sei porque isso não mudou, mas estou certo de que planejo ter uma maneira de ser mais impactante para mudar a situação", declarou Hamilton após os testes da Mercedes em Barcelona.

O piloto britânico, porém, notou evolução dentro de sua equipe. Dentro da nossa equipe, vi muito mais diversidade. É algo que falei com Toto (Wolff, chefe da Mercedes) há uns dois anos e ele não se deu conta. Perguntei: 'Por que sou o único aqui?'", afirmou o atual campeão da Fórmula 1.

Hamilton já afirmou anteriormente que tem intenção de levar garotos da classe trabalhadora, como ele, até a Fórmula 1. Na última segunda-feira, ao ser premiado como o melhor esportista masculino do ano ao lado de Lionel Messi, afirmou que pretende trabalhar em uma agenda de igualdade.

"Quando falei no cenário (do prêmio Laureus), se tratava da igualdade de gênero, estar aberto a todas as classes, todas as religiões, e não creio que você veja uma grande variedade disso dentro desse esporte, por qualquer motivo que seja. Creio que isso tem que mudar", explicou Hamilton.

Hamilton é, mais uma vez, um dos favoritos ao título na Fórmula 1. A temporada 2020 começa em 15 de março, com o GP da Austrália em Melbourne.

MAIS SOBRE:

Fórmula 1automobilismoLewis HamiltonMercedes-Benz
Comentários