Piloto alemã não corre o risco de ficar paraplégica e garante: 'vou voltar'

Sophia Flörsch sofreu um grave acidente no último domingo, na Fórmula 3

Relacionadas

No último domingo, um acidente chocou o mundo do automobilismo. A piloto Sophia Flörsch, de apenas 17 anos, sofreu uma fratura na coluna após perder o controle do carro que estava a 273 km/h. Depois de passar por uma cirurgia, o proprietário da escuderia pela qual a jovem corre e ela própria deram novas notícias. 

Em entrevista a britânica BBC, Frits Van Amersfoort, da Van Amersfoort Racing, comentou sobre o risco de paraplegia. "É por isso que a operação precisou ser realizada rapidamente, porque havia o perigo de que (a medula espinhal) pudesse ter sido lesionada", explicou.

Para corrigir a fratura causada após o choque com o carro de Sho Tsuboi na etapa de Macau da Fórmula 3, os médicos utilizaram um osso de seu quadril, em uma operação que durou mais de dez horas.

"Estamos extremamente felizes por ela estar se recuperando, e porque tudo foi muito bem. Não há qualquer medo de paralisia", afirma. "Tenho certeza de que Sophia vai (voltar a correr). Depois de algum tempo, é claro", pondera. 

Leia abaixo a declaração de Sophia:

Sobrevivi à operação, que levou 11h. Tomara que de agora em diante as coisas melhorem, mas ainda preciso ficar alguns dias em Macau até estar pronta para ser transportada. Gostaria de agradecer a todos por cada desejo de melhoras que estou lendo agora. Essas mensagens me motivam e me encorajam. Meus pensamentos agora estão também com todos os envolvidos no acidente. Torço para que todos estejam bem. Eu tive a ajuda de pessoas muito boas, que ainda seguem na minha mente. Quero agradecer estas pessoas pelas palavras tranquilizantes e encorajadoras naqueles minutos tensos dentro do carro. Também quero agradecer ao Dr. Riccardo Ceccarelli e, por último, mas não menos importante, ao meu time Van Amersfoort Racing, Facu Regalia e Ferdinand Habsburg, que sofreram comigo. Vocês são fenomenais. Eu vou voltar, a propósito.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

I survived the operation which took 11 hours well. Hope from now on it only gets better. I have to stay a few more days in Macau until i am transportable. I want to thank all of my fans for every single get-well wishes, which I now start reading. This really motivates me and gives me courage. My thoughts are also with everyone who was involved in the accident. I hope everybody is healthy. At the accident were really nice people, which I still have in my mind. Thank you for all the encouraging, calming words in these tough minutes in my car. A real big thanks to the medical staff here in Macau for the friendly and professional treatment. A huge thank you to the local FIA rescue-team, @mercedesamgf1 , @hwaag_official, the @fia.official and their medical team in the background and the Macau GP organisation, who support me in the best way. Also a special thank to Dr. Riccardo Ceccarelli and last but not least my Team @vanamersfoortracing, @facuregaliaoficial and @fhabsburg62 , who all suffer with me - you are phenomenal. I’m going to come back!btw... @dallaragroup has build a very stabil chassis. #poweredbypassion #racegirl #onefamily /ad

Uma publicação compartilhada por Sophia (@sophiafloersch) em

 

MAIS SOBRE:

VelocidadeMacauFórmula 3
Comentários