Pilotos da Fórmula 1 vão disputar no eSports os GPs que foram adiados

Provas no simulador terão transmissão pelas redes sociais e começam neste domingo, com a corrida virtual no Bahrein

Relacionadas

Para amenizar a falta de corridas de Fórmula 1 após adiamentos pelo novo coronavírus, a direção da categoria anunciou nesta sexta-feira que vai transmitir pelas suas redes sociais provas de eSports feitas no F1 2019 para computador e colocar os pilotos reais para virarem os jogadores. A primeira edição dessa experiência será no domingo, quando os competidores vão disputar a corrida no Bahrein, justamente a etapa que seria realizada na mesma data pelo campeonato caso não houvesse a pandemia.

A mesma programação de substituir as corridas adiadas pela disputa no simulador se repetirá nas outras etapas afetadas até agora pelo coronavírus, como China e Espanha, por exemplo. Fora os pilotos, a disputa terá ainda outros convidados cujos nomes não foram revelados. A corrida terá a metade do número de voltas da versão oficial. A transmissão completa do evento vai durar cerca de 1h30 e terá ainda uma tomada de tempo para se definir o grid de largada. O início será no domingo, às 17h (de Brasília).

A Fórmula 1 avisou que pela diferença de experiência neste simulador entre os pilotos, a configuração do jogo será feita para propiciar equilibrio. Os carros terão performance e acertos parecidos, serão mais resistente às batidas e vão contar com auxílio no sistema de freios. "O evento será somente para propósito de entretenimento, para levar aos fãs a ação nesse cenário imprevisível em que a Fórmula 1 foi afetada. Nada disso valerá pontos para o Mundial de Pilotos", disse a categoria no comunicado.

MAIS SOBRE:

Fórmula 1eSportscoronavírusautomobilismo
Comentários