Pilotos e ex-pilotos criticam punição dada a Vettel no GP do Canadá

Pentacampeão da Nascar se diz contente que sua categoria não tem comissários como na Fórmula 1

Relacionadas

Neste final de semana, uma grande polêmica tomou conta da Fórmula 1: a punição dada a Sebastian Vettel por ter fechado Hamilton, que aumentou cinco segundos no tempo do alemão e fez com que, mesmo ele cruzando a linha de chegada em primeiro, fosse considerado o segundo na classificação, atrás do inglês.

Nigel Mansell, campeão em 1992, foi um dos que se manifestou sobre a situação. "Muito muito embaraçoso. Não há alegria em assistir a essa corrida, dois campeões pilotando brilhantemente vão terminar num resultado falso", twittou o inglês.

Mark Webber, que foi companheiro de Vettel, inclusive com brigas quando estavam na Red Bull, também criticou a decisão. "Algum dos comissários já correu na frente na Fórmula 1? Não viram a corrida... agora veem um incidente. Punição mental", escreveu.

Campeão em 1978, Mário Andretti viu os comissários fugindo de seu trabalho normal. "Penso que a função dos comissários é penalizar movimentos inseguros e não erros honestos como resultado de disputas duras. O que aconteceu não é aceitável neste nível do nosso grande esporte", opinou.

Damon Hill lembrou um épico duelo do passado para criticar a punição. "Minha opinião pessoal é que ele poderia ter deixado mais espaço, mas perdemos grandes últimas voltas por causa da penalidade. Havia dúvida suficiente para deixá-los seguir em frente. Lembrem-se de Dijon!", publicou, se referindo a um duelo entre Gilles Villeneuve e René Arnoux no GP da França de 1979, em que os dois tocaram as rodas diversas vezes na luta pelo segundo lugar.

Jimmie Johnson, pentacampeão da Nascar nos Estados Unidos, se disse feliz que não há comissários de prova na sua categoria. Tom Coronel, piloto holandês de Gran Turismo, disse que aprovava a decisão de Vettel de não subir ao pódio.

Com o resultado, Hamilton disparou ainda mais na liderança do torneio, com 162 pontos. Em segundo lugar, aparece Valteri Bottas, companheiro do inglês na Mercedes, com 133, e o alemão da Ferrari é o terceiro com 100 pontos ganhos.

MAIS SOBRE:

Fórmula 1Sebastian VettelLewis Hamilton
Comentários