Romain Grosjean detona Fórmula 1: 'Não tenho certeza se é um esporte'

Piloto da Haas questiona falta de equilíbrio entre as equipes e afirma que categoria atual é mais um show do que uma modalidade

Relacionadas

O piloto francês Romain Grosjean, da Haas, criticou no último fim de semana as condições de disputa da Fórmula 1. Na opinião dele, pela categoria ser muito desigual na parte técnica entre as equipes, não deveria nem ser considerada como esporte, pois não há justiça.

Em entrevista ao site Motorsport, Grosjean analisou a desigualdade da categoria, em que equipes de ponta têm um orçamento muito superior às demais e mais condições de realizar bons campeonatos. "É tipo pedir para que Roger Federer disputasse Roland Garros com uma raquete de tênis de mesa. Ele não vai ter chance. Você chamaria o tênis de esporte se eles não tivessem todos as mesmas raquetes, ou se a quadra fosse maior de um lado?", questionou.

O francês afirmou que na próxima mudança de regulamento da categoria, em 2021, é preciso cuidar para que a modalidade seja mais igualitária. "Nós chamamos a Fórmula 1 de esporte, mas é mesmo um esporte? Não tenho certeza. É um show, mas um esporte deve ser justo. E a Fórmula 1 não é justa", comentou.

MAIS SOBRE:

automobilismoFórmula 1Romain GrosjeanHaas
Comentários