Verstappen descarta ser parceiro de Leclerc: 'não se pode ter dois números 1'

Holandês garante não ter problema com o piloto monegasco, mas recentemente entrou em conflito com a escuderia

Relacionadas

Verstappen não se vê indo para a Ferrari num futuro tão próximo. Depois de entrar em conflito com a escuderia por um suposto truque ilegal no motor dos carros da equipe italiana, o holandês citou a presença de Charles Leclerc na equipe como um empecilho para que algum dia fosse para o tradicional time.

"Me dou bem com ele, é um rival duro, mas isso é parte do jogo. Não tem influência sobre se poderia conseguir um lugar na Ferrari, mas não acho que isso aconteça. Não se pode ter dois potenciais números 1 um ao lado do outro, e ele não é suave, certo?", questionou, durante entrevista ao canal holandês Ziggo Sport.

Recentemente, o holandês da Red Bull afirmou que a Ferrari enfrentava um período difícil pois havia parado de fazer truques com o motor. O CEO da escuderia italiana, Louis Camilleri, se recusou a respondê-lo, afirmando que não o piloto de 22 anos não tinha credibilidade, e disse que pessoas que se expressam nessa maneira não correm pela Ferrari.

Verstappen e Leclerc têm ambos 22 anos, e são considerados grandes promessas para o futuro da Fórmula 1. No entanto, a Ferrari demonstra ter interesse em alguém já consolidado: a equipe sonda Lewis Hamilton, cujo contrato com a Mercedes acaba em 2021.

MAIS SOBRE:

Fórmula 1Max VerstappenCharles LeclercRed Bull RacingFerrari Escuderiaautomobilismo
Comentários