'Vilão' na F-1 em 2008, Glock faz leilão para ajudar garoto brasileiro com câncer

Alemão que teve atuação decisiva no vice de Massa se mobiliza para pagar cirurgia de garoto de seis anos

Relacionadas

Conhecido no Brasil por um episódio infeliz, o piloto Timo Glock tem se mobilizado para ajudar um garoto brasileiro. O alemão marcado pela participação decisiva na disputa do título da Fórmula 1 em 2008, em Interlagos, quando foi ultrapassado por Lewis Hamilton, iniciou um leilão de itens pessoais na internet para arrecadar dinheiro e ajudar um garoto com um raro tipo de câncer.

Com passagens pela Fórmula 1 e atualmente na DTM, categoria alemã de turismo, Glock convocou fãs e seguidores para contribuirem no leilão, com o objetivo de chegar à quantia de cerca de R$ 900 mil e pagar a cirurgia de Oscar Foerster, de seis anos. O garoto tem neuroblastoma, tipo raro de câncer que acomete células do sistema de nervoso. Os dois se conheceram pela internet, depois do brasileiro se declarar fã do piloto.

O alemão esteve na Fórmula 1 durante seis temporadas e teve a participação mais marcante no GP do Brasil, em 2008. O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, ganhou a prova e seria campeão caso Hamilton, da McLaren, chegasse em sexto lugar. O inglês só conseguiu confirmar o título ao passar por Glock na última curva, ao aproveitar que o piloto usava pneus de pista seca em plena chuva.

Apesar de a perda da posição ter custado o título de Massa e feito Glock virar uma espécie de vilão no Brasil, o alemão tomou a decisão de leiloar itens pessoais como macacão, boné e garrafa. O lance mínimo no momento é de cerca de R$ 7 mil.  O link para o leilão está aqui.

MAIS SOBRE:

automobilismoFórmula 1Timo Glock
Comentários