Você sabia? Nome oficial de Interlagos é uma homenagem a ex-piloto brasileiro

Identidade do autódromo é uma homenagem a José Carlos Pace

Neste domingo, acontece mais uma edição do GP do Brasil. Entre as curiosidades de Interlagos, penúltima etapa da temporada 2018 da Fórmula 1, estão três fatos relacionados ao nome do autódromo. Apesar de não ser conhecido assim, o nome oficial do circuito inaugurado em 1940 é José Carlos Pace.

O batismo do autódromo do Grande Prêmio do Brasil desde 1972 é uma homenagem ao piloto brasileiro que fez história no circuito. Em 1975, Interlagos viveu um dos momentos que ficaram marcados para a história: a primeira dobradinha do Brasil na categoria, quando Pace foi campeão seguido por Emerson Fittipaldi.

Dois anos depois do dia em que a torcida invadiu as pistas para celebrar o feito carregando os brasileiros em seus ombros, em março de 1977, na temporada que podia ser seu ápice nas pistas por estar com um carro competitivo, a Brabham, Pace morreu em um trágico acidente aéreo. 

Moco, apelido pelo qual era conhecido, morreu quando o avião de pequeno porte em que viajava caiu na região de Mairiporã. A homenagem colocando o nome do piloto veio oito anos depois de sua morte, em 1985, na gestão de Luiza Erundina na cidade de São Paulo. 

Desde então, na entrada do autódromo, um busto de seu rosto recebe o público para as corridas. Há outras duas histórias sobre a identidade popularmente conhecida de Interlagos. A mais notável é que o nome surgiu por ficar geograficamente localizado entre as Represas Billings e Guarapiranga. Outra, afirma que o nome do bairro surgiu devido às semelhanças da região com a pequena cidade de Interlaken, na Suíça.

 

MAIS SOBRE:

VelocidadeJosé Carlos PaceFórmula 1Autódromo de Interlagos [São Paulo]GP Brasil [Fórmula 1]São Paulo [cidade SP]
Comentários