Etapa do Circuito Mundial de Vôlei na Neve é adiada porque nevou; entenda

Time brasileiro,que conta com Giba, iria jogar em Plan de Corona, no norte da Itália

Relacionadas

Nesta sexta-feira, uma etapa do Circuito Mundial de Vôlei na Neve deveria ser disputada em Plan de Coronas, no norte da Itália. Entretanto, um problema inusitado impediu a realização das partidas: a neve.

As más condições climáticas tornaram impraticáveis o jogo no espaço delimitado, com o acúmulo de neve 'fofa' na quadra. Caso o tempo permita, os jogos serão retomados com uma pequena modificação na tabela neste sábado, segundo a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

2019 marca a primeira vez que a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) organiza um circuito para o Vôlei na Neve. O esporte é disputado em equipes de três, que contam com um reserva. O time brasileiro conta com Giba, campeão olímpico no voleibol de quadra (2004), Márcio Araújo, vice-campeão olímpico no vôlei de praia (2008), e dois jovens atletas do vôlei de praia: Pedro Resende e Gabriel Gouveia. Na primeira etapa do ano, jogada na Áustria há uma semana, os brasileiros ficaram na quinta posição geral.

A competição é disputada com quatro grupos de três times (as chaves serão divulgadas no final desta quinta-feira, após congresso técnico). As equipes jogam entre si na primeira fase, com os primeiros colocados indo direto às quartas de final. Os segundos e terceiros disputam repescagem, com os vencedores completando as quartas. Na sequência ocorrem semifinais e disputas de medalha.

A próxima etapa acontecerá em Bariloche, na Argentina, e está marcada para o mês de agosto.

MAIS SOBRE:

vôleiGiba
Comentários