Jornal: Neymar não está feliz no Francês, incomodado com alto número de faltas

Segundo 'L'Équipe', brasileiro acredita que Ligue 1 é 'muito defensiva e física'

Relacionadas

Neymar se arrepende de ter ido ao Campeonato Francês, um campeonato que considera muito defensivo e físico, em comparação com o Espanhol, conforme confessou em conversa privada, segundo o jornal local L'Équipe

O jogador se queixas do alto número de faltas que sofre em uma liga que, segundo confessou em recente visita ao Brasil, começa a se arrepender de ter chegado no último verão europeu, do Barcelona, depois do pagamento de sua multa rescisória de 222 milhões de euros (R$ 884 milhões, na cotação atual) pelo Paris Saint-Germain, que o fez o jogador mais caro da história do futebol. 

O diário ressalta que o pai o aconselhou a seguir na Espanha, mas não foi ouvido. 

 

'Deus e Messi dirão se a Argentina ganhará a Copa do Mundo', diz Mauricio Macri

Mais difícil de todas? Libertadores 2018 tem maior nº de ex-campeões no século

 Siga o Fera no Twitter!

 

 

De acordo com o L'Équipe, os responsáveis do PSG estão inquietos com essa eventualidade, sobretudo as vaias ouvidas pelo brasileiro há duas semanas, depois de não ter deixado Edinson Cavani bater um pênalti, que, caso convertido, teria feito o uruguaio o maior artilheiro da história do clube parisiense. 

O presidente do PSG, Nassr Al-Khelaifi, está em contato estreito com o "clã" de Neymar com o objetivo de facilitar sua estada em Paris e não tem intenção de facilitar a saída do jogador, ainda que a oferta seja muito elevada. 

A preocupação também chegou ao futebol francês, que, às vésperas de novas negociações dos direitos de transmissão pela televisão, espera obter uma soma elevada, ligada ao efeito atrativo exercido por Neymar. 

Não em vão, no primeiro turno da Ligue 1, as audiências do Canal+, que difunde a maior parte das partidas do Paris Saint-Germain, subiram quase 40% em comparação com o ano passado, conforme divulgado por um estudo da consultoria esportiva Sport Index NPA Conseil. 

 

 

O canal a cabo tem superado os 2 milhões de telespectadores em diversas partidas, com cotas de audiência de quase 40% entre todos os telespectadores assinantes. 

O estudo reflete que a presença nos estádios cresceu 8% e o presidente da consultoria, Philippe Bailly, o liga diretamente à chegada de Neymar ao PSG, junto à do atacante francês Kylian Mbappé. 

A Liga de Futebol Profissional (LFP), que controla a Ligue 1, primeira divisão francesa, deve aumentar consideravelmente que os direitos de transmissão para o período entre 2020 e 2014 em meados do próximo ano. / EFE

 

 

MAIS SOBRE:

futebol Neymar Paris Saint-Germain
Comentários