Lutador pede doações para levar treinadores ao UFC Belém

Timothy Johnson enfrenta Marcelo Golm no dia 3 de fevereiro e irá levar mais dois técnicos

 T. Johnson alcançou marca para UFC Belém (Foto: Reprodução Facebook Timothy Johnson)

Relacionadas

Escalado para enfrentar Marcelo Golm no UFC Belém do próximo dia 3 de fevereiro, o norte-americano Timothy Johnson apelou para ajuda dos fãs para se preparar da melhor forma possível para o combate. Através de um site de financiamento coletivo, o peso pesado, 15º colocado na categoria, pediu doações para levar mais dois treinadores à capital paraense. + Jon Jones dá a entender que pode voltar a lutar ainda em 2018​

+ Cormier marca aposentadoria para o início do ano que vem + Internautas brincam com gafe em pôster do UFC Austin​

Normalmente, o Ultimate paga as passagens e estadias do lutador e mais um treinador. A maioria tira do próprio bolso a viagem de mais um técnico ou atleta para ajudá-lo no corte de peso, aquecimento e com instruções durante a luta.

"Como muitos de vocês sabem, o UFC me coloca para viajar ao redor do mundo para as minhas lutas. O que muita gente não sabe é que eles pagam apenas duas passagens. O dinheiro de patrocínio está curto e alguns deles não contribuíram para essa viagem. Então, peço a ajuda de vocês neste esforço de última hora para levar meus outros dois treinadores ao Brasil para a minha luta, já que o dinheiro aqui arrecadado vai para os seus voos. Qualquer valor extra será doado a uma instituição de caridade. Obrigado por seu tempo e apoio", diz a descrição de Johnson no site da empresa de financiamento coletivo.

Pouco mais de um dia após iniciar o financiamento, Timothy Johnson conseguiu ultrapassar o objetivo de US$ 4 mil. No início da tarde desta quinta-feira (25), o valor arrecadado já passava dos US$ 4,500.

MAIS SOBRE:

lutas UFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários